Conversando Com Os Espíritos

JAMES VAN PRAAGH, Editora Sextante, 2005.

Conversando com os espíritos

Um amigo me emprestou este livro com ótimas recomendações de que eu iria adorá-lo e precisava ler. Não estava muito segura se queria fazê-lo por que não quero sair por aí conversando com os espíritos. Mas como ultimamente eu ando um pouco Jim Carrey em ‘Sim Senhor‘, aceitei.

Hoje acordei cedo para dar uma olhada na pilha de livros que estava ao lado da minha cabeceira e este era o primeiro. Como resultado, terminei a leitura em umas 5 horas.

Nesta pequena obra de 110 páginas dividida em 3 partes, o autor consegue transmitir muita informação sobre a mediunidade com clareza. Na primeira ele conta como descobriu seu dom, na segunda descreve algumas sessões que teve com pessoas que buscaram comunicação com seus entes desencarnados, na terceira enfim, fala sobre como falar com os espíritos, o que não é muito a minha praia por enquanto, mas para os que se interessarem ensina algumas formas de fazer contato.

A segunda parte, das sessões, foi a que achei mais interessante e confortadora. Contando casos de mortes trágicas como acidentes de carr, assassinato, suicídio, Praagh ensina como lidar com esses momentos além de mostrar os laços de afeto que unem as famílias, como os desencarnados estão cuidando dos que ficaram e como estão vivendo no plano espiritual. Entre uma história e outra, ele fala sobre como amar e viver o amor incondicional, como viver bem, como usar e controlar nossas emoções.

Apesar de eu sentir uma leve desconfiança por causa do jeito como o médium pratica seu dom, é possível aprender muitas coisas bonitas independentes disto.

Impressões

 A linguagem é muito clara a leitura bem agradável.

Enquanto lia, senti minhas emoções transbordarem.

O autor é também produtor da série Ghost Whisperer, provavelmente é um fator que tira um pouco sua credibilidade diante da mídia, segundo o Google. A revista Veja o chama de médium showman.

James Van Praagh nasceu no mesmo dia que eu, no mesmo ano que meu pai – ninguém poderia dormir sem saber.

Algo que me marcou bastante e me motiva a mudar:

“O medo é uma ilusão e também o principal empecilho ao crescimento do indivíduo. O medo prende as pessoas aos seus conflitos interiores, tolhendo a liberdade. Viver com medo opõe-se a viver com amor (…)”

Anúncios

Uma ideia sobre “Conversando Com Os Espíritos

  1. Pingback: O Outro Lado da Vida | 12 meses de leitura

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s